2019 deverá ser um ano crítico para Angola

O ano de 2019 deverá ser crítico para Angola, que poderá ver a sua economia ressurgir de três anos consecutivos de recessão, segundo o Africa Report Angola 2018, que se centra no primeiro ano de poder do Presidente João Lourenço.

O terceiro Presidente de Angola, depois de um período consecutivo de 34 anos exercido pelo seu antecessor, tem vindo a afirmar-se politicamente num contexto de crise económica e social, refere o relatório citado pelo serviço informativo sobre a China e os países de língua portuguesa China-Lusophone Brief.

O período de recessão deverá culminar apenas no ano que se aproxima, sendo que o Orçamento de Estado para 2019 apresenta já uma previsão de crescimento de 2,9%.

Devido à quebra dos preços do barril de petróleo, sector de que o país depende, bem como da quebra registada na produção, a economia contraiu-se 2,6% em 2016, melhorou ligeiramente em 2017, com +0,1%, e deverá encerrar 2018 com uma contracção de 1,1%.

O reforço da banca comercial, na sua robustez financeira mas também no cumprimento de normas internacionais, é uma condição “sine qua non” para que o Governo possa trabalhar directamente com instituições internacionais que estão a ser atraídas para o mercado, no caso o KfW e a DEG da Alemanha, a DFID inglesa, a Proparco francesa e os espanhóis da Cofides, refere o Africa Monitor.

O Presidente, adianta o relatório, já foi informado “de que estes grandes bancos de desenvolvimento bilaterais, assim como os multilaterais – como Banco Mundial, o Banco Africano de Desenvolvimento ou o Banco de Desenvolvimento da China (entidade gestora do China-Africa Development Fund) – não irão trabalhar em Angola sem que haja uma limpeza do sistema financeiro.”

O Africa Report Angola 2018, em parceria com a base de dados jurídica Legis-PALOP+TL, surge na sequência de anteriores sobre Cabo Verde e Moçambique.

Publicação da autoria de Fonte Externa:
Macauhub
21/11/2018

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.