Subsídio aos combustíveis em Angola entra em vigor na campanha agrícola

A atribuição de um subsídio aos combustíveis para a agricultura e pescas em Angola deve entrar em vigor a partir da campanha agrícola 2019/2020, disse quinta-feira em Benguela o ministro da Agricultura e Florestas.

O ministro Marcos Alexandre Nhunga, que participava num painel do Fórum Económico Angola/Portugal intitulado “Financiamento ao sector privado”, com a moderação de João Traça, presidente da Câmara de Comércio e Indústria Angola/Portugal, qualificou a subvenção dos combustíveis como “uma decisão histórica e corajosa do governo” devido à sua importância económica e social.

Além de Marcos Nhunga, também participaram no mesmo painel Abraão Gourgel (presidente do Conselho de Administração do Banco de Desenvolvimento de Angola) e Marta Luiz, presidente da Sociedade para o Financiamento do Desenvolvimento (Sofid), de Portugal.

O Jornal de Angola escreveu que o governo já anunciou que a subvenção vai cobrir 45% dos gastos com combustíveis nos referidos sectores, faltando apenas perceber como vai funcionar a iniciativa e de que forma vão os produtores ter acesso aos combustíveis subvencionados.

A presidente da Sofid informou ter o governo português inscrito no Orçamento de Estado para 2019 uma verba de 400 milhões de euros para o chamado “Compacto Lusófono”, que, em coordenação com o Banco de Desenvolvimento Africano, vai apoiar financeiramente projectos de países de língua oficial portuguesa.

Publicação da autoria de Fonte Externa:
Macauhub
11/03/2019

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.