Moeda angolana continua a depreciar-se para mínimos históricos face ao euro e dólar

A moeda angolana continua hoje a tendência de depreciação para mínimos históricos face à europeia e norte-americana, atingindo os 361,992 kwanzas/euro e os 318,851 kwanzas/dólar, indicam dados do Banco Nacional de Angola (BNA).

Tendo em conta os dados do banco central angolano, após quase três meses a oscilar entre os 355 e os 359 kwanzas/euro, a moeda angolana ultrapassou terça-feira a barreira dos 360 kwanzas, e acumula uma depreciação de 48,783% desde 09 de janeiro de 2018.

Em relação à moeda norte-americana, a angolana depreciou para os 318,851 kwanzas/dólar, também o valor mais baixo de sempre, depois de terça-feira ter também atingido mínimos históricos (317,192 kwanzas/dólar), após oscilar, desde novembro de 2018, entre os 310 e 315 kwanzas.

Em janeiro de 2018, face ao pico da crise económica que o país então vivia, as autoridades angolanas começaram a vender aos bancos comerciais as divisas em leilão, primeiro trissemanais e atualmente diárias, com a moeda angolana a transacionar-se, então, a 185,40 kwanzas/euro e a 165,92 kwanzas/dólar.

No mercado paralelo, o euro está a transacionar-se entre os 460 e 480 kwanzas, enquanto o dólar se troca entre os 400 e 420.

Este mês, o BNA indicou que irá colocar no mercado 700 milhões de dólares (610 milhões de euros).

Publicação da autoria de Fonte Externa:
Lusa
21/03/2019

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.