Grupo escocês assume venda de energia

A Aggreko, grupo empresarial escocês, com sede em Glasgow, rubricou um contrato com o Estado para a compra e venda de energia eléctrica a partir da Central Térmica da Kileva, no Lobito, Benguela, por um período de um ano.

Celebrado entre a Rede Nacional de Transporte de Electricidade (RNT), pela parte angolana, e a escocesa, especializada em produção de energia eléctrica, o contrato implica um valor global de mais de 1,8 mil milhões de kwanzas, tendo sido autorizado por decreto, de 27 de Março, rubricado pelo Presidente da República.

O Governo justifica a medida com a necessidade de se manter a Central Térmica de Kileva “em produção comercial por um período de um ano, até ao comissionamento da linha de transporte de electricidade Cambambe/Kileva que está em construção, com a perspectiva da interligação entre os sistemas norte e centro”, devendo o contrato ser “pago com recursos próprios da RNT-E.P”.

A Central Térmica de Kileva é constituída por seis grupos geradores com potência instalada de 15 megawatts cada, perfazendo 90 megawatts, segundo dados oficiais.

A instalação da infra-estrutura começou em 2008, mas somente passados dois anos é que arrancaram os dois primeiros grupos geradores, em Setembro e Outubro de 2010. Em Abril e Agosto de 2012, arrancaram o terceiro e quarto grupos geradores e, em 2013, já na segunda fase do projecto, arrancaram o quinto e sexto grupos.

A decisão de se lançar concursos para a concepção de produção de energia eléctrica a privados não é nova, sendo que o Governo, no Plano de Acção para o Sector da Energia e Águas 2018-2022, definiu um programa detalhado de participação dos privados na energia.

No total, foram constituídos três programas com 14 iniciativas: o das ‘energias novas e renováveis’, de ‘distribuição municipal e rural’ e, por último, o de ‘produção térmica e hidroeléctrica’, sendo, neste último, onde se encaixa a Central Térmica de Kileva, cujo processo de venda de energia eléctrica está agora a ser gerido pelo grupo escocês Aggreko.

A Aggreko é uma empresa cotada na Bolsa de Valores de Londres (AGK.L) e que se destaca, a nível internacional, pelo fornecimento de soluções temporárias de energia e climatização. Emprega mais de 5.700 pessoas e possui clientes em cerca de 100 países, o que lhe garante, em média, receitas anuais na ordem dos 2,5 mil milhões de dólares.

Na área de negócios de Projectos de Energia, a empresa opera como provedor de energia, garantindo a instalação e a operação temporária de instalações eléctricas.

Publicação da autoria de Fonte Externa:
AngoNotícias/Valor Económico
09/04/2019

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.