Tribunal Supremo absolve Norberto Garcia

O antigo director da Unidade Técnica de Investimento Privado (UTIP), Norberto Garcia, foi absolvido, nesta terça-feira, pelo Tribunal Supremo (TS) dos crimes de que vinha acusado no caso “burla à tailandesa”.

A angolana Celeste de Brito, outra implicada, foi condenada a dois anos de prisão, enquanto o réu tailandês, Raveeroj Ritchoteanan, mentor da trama, foi condenado a sete anos de prisão.

Publicação da autoria de Fonte Externa:
AngoNotícias/Angop
16/04/2019

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.