IFC confirma abertura do seu escritório em Luanda em Novembro

O Presidente do Conselho de Administração do IFC – instituição financeira internacional afecta ao Banco Mundial, assegurou nesta terça-feira em Washington a abertura no mês de Novembro do seu escritório de representação em Angola.

Esta garantia foi prestada durante um encontro com a delegação angolana que participa nas reuniões anuais do Fundo Monetário Internacional e Banco Mundial.

Philippe Le Houérou aproveitou a ocasião para apresentar o representante da instituição que estará baseado em Luanda assim como manifestou a disponibilidade do IFC em apoiar projectos do sector privado em áreas como as telecomunicações, infraestruturas e agro-industria.

“Angola é um país com elevado potencial e nós pretendemos ser parceiros oferecendo as nossas janelas de financiamento para apoiar o sector privado”, afirmou Philippe Le Houérou que pretende tornar Angola uma referência para a nova matriz do IFC no relacionamento com os países africanos. O IFC aprecia as reformas macroeconómicas em curso e acredita que o seu êxito irá permitir expandir o apoio ao sector privado nos próximos anos.

O PCA do IFC admitiu igualmente a possibilidade deestar Luanda em Março de 2020 para uma conferência internacional a ser organizada conjuntamente sobre o sector privado.

Ainda em Washington, a ministra das Finanças concedeu uma audiência a Directora Executiva do Banco Africano de Desenvolvimento com quem abordou aspectos relacionados a organização do banco e as novas possibilidades de diversificação do portfólio de operações de crédito para Angola.

Na capital federal norte-americana, a delegação angolana está a desdobrar-se em vários encontros de âmbito estatutário enquanto membros das organizações, para além de outros de interesse para o nosso País, com destaque para os encontros com o CEO do IFC, com o Director do FMI para África, com a Reserva Federal, com a Agência Francesa de Desenvolvimento e instituições bancárias internacionais como o JP Morgan, etc.

A delegação angolana é chefiada pela Ministra das Finanças, na qualidade de governadora junto do FMI e Banco Mundial, mas integra igualmente o Ministro da Economia e Planeamento, Neto Costa, o Governador do Banco Nacional de Angola, José de Lima Massano, o Secretário do Presidente para os Assuntos Económicos, Lopes Paulo, o Secretário de Estado das Finanças e Tesouro, Osvaldo João, a Directora da Unidade de Informação Financeira (UIF) para além de outros responsáveis destas estruturas governamentais.

Publicação da autoria de Fonte Externa:
MINFIN
15/09/2019

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.