Banco Fomento Angola lidera negociações na Bolsa no terceiro trimestre de 2019

O Banco Fomento Angola (BFA) liderou as negociações nos mercados da Bolsa de Dívida e Valores de Angola (BODIVA), no terceiro trimestre de 2019, com 212,17 mil milhões de kwanzas (412,6 milhões de euros) e uma quota de mercado de 49,24%.

Na segunda posição, entre os agentes de intermediação da Bolsa angolana, surge o Banco Angolano de Investimentos (BAI) que no período negociou 66,02 mil milhões de kwanzas (120,6 milhões de euros) com a sua quota de mercado a cifrar-se nos 15,32%, seguido pelo Banco Millenium Atlântico (BMA) com um montante de 64,70 mil milhões (125,8 milhões de euros).

Os dados descritos no relatório de atividades do terceiro trimestre de 2019, desenvolvidos nos mercados regulamentados, foram apresentados hoje, em Luanda, pelo coordenador do departamento de Negociação da BODIVA, Odair Costa.

Dos 21 membros de negociação BODIVA, ou seja, dos 21 bancos comerciais inscritos na instituição apenas 15 contribuíram para o montante global negociado entre julho e setembro de 2019 estimado em 215,45 mil milhões de kwanzas (419,06 milhões de euros).

Segundo o documento, o montante negociado no universo da Bolsa corresponde ao somatório das compras e vendas, isto é, “double counted” que de acordo com Odair Costa “duplica os valores globais negociados”.

As emissões em mercado primário, no período em análise, atingiram os 201,59 mil milhões de kwanzas (392,10 milhões de euros), refere o relatório, enquanto no mercado secundário negociou-se um total de 215,45 mil milhões de kwanzas (419 milhões de euros).

“O montante negociado no mercado secundário da dívida pública representou 106,87% do total de emissões em mercado primário, o que representa uma variação positiva em relação ao trimestre passado, em que representou 77,39%”, nota.

De acordo com a BODIVA, o stock de dívida pública titulada “cifrou-se em média nos 9,19 biliões de kwanzas [17,8 mil milhões de euros]” e, quando comparado com o montante negociado no mercado secundário da dívida pública, representou cerca de 0,78% do stock de dívida publica titulada.

Publicação da autoria de Fonte Externa:
Lusa
07/11/2019

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.