Fundo Soberano com novas regras

O Conselho de Administração do Fundo Soberano (FSDEA) está autorizado a contratar terceiros para a gestão dos activos, mas não deverá conceder mais de 30% dos mesmos à guarda de uma única entidade, assim como os contratados devem ser entes que têm sob sua “guarda” pelo menos três mil milhões de dólares

Continue reading “Fundo Soberano com novas regras”

22.07.2019 – Cotações do dia ( BNA, Banca Comercial, Mercado Informal – Kinguilas – e Private Deals )

1 – BNA
Taxas oficiais do Banco Nacional de Angola
USD 346,56 (Compra 344,81 Venda 348,30) – Variação 0,00%
EUR 389,36 (Compra 387,47 Venda 391,24) – Variação (+) 0,20%

2 – BANCA COMERCIAL
(Referência: Banco BIC)
Taxas dos Bancos Comerciais em Angola
2.1 – Divisas
USD 348,75 (Compra 342,22 Venda 355,26) – Variação 0,00%
EUR 391,76 (Compra 384,52 Venda 399,02) – Variação (+) 0,20%

2.2 – Venda de Notas
USD 355,26 – Variação 0,00%
EUR 399,02 – Variação (+) 0,20%

3 – KINGUILAS – Compra e Venda de Notas
Taxa média aplicada pelo Mercado de Rua em Angola
USD 500,00 – Variação (+) 2,04%
EUR 540,00 – Variação 0,00%

4 – PRIVATE DEALS – Compra e Venda de Divisas Bancárias
Taxas médias aplicadas através de negociação entre particulares
USD 480,00 – Variação 0,00%
EUR 510,00 – Variação 0,00%

Bancos têm dois dias úteis para disponibilizar divisas aos clientes

Os levantamentos são feitos no prazo máximo de dois dias úteis, a contar da data da recepção do pedido do cliente. Na impossibilidade de pagamento de numerário na moeda ou forma pretendida pelo cliente, de acordo com o BNA. “Caso os bancos não obedeçam as regras, os clientes devem reportar o assunto ao Banco Central”, avisa o Banco Nacional de Angola (BNA).

Continue reading “Bancos têm dois dias úteis para disponibilizar divisas aos clientes”

Bancos comerciais têm liquidez para movimentar contas em divisas, garante Massano

O governador do Banco Nacional de Angola (BNA), José de Lima Massano, garantiu, esta quarta-feira, que, “neste momento, o nível de liquidez em moeda estrangeira nos bancos comerciais está reposto” , voltando a lembrar que os clientes que não conseguirem movimentar as suas contas em moeda estrangeira no seu banco devem informar o Departamento de Conduta Financeira do BNA.

Massano, que falava aos microfones da Rádio Nacional, assegurou que os bancos comerciais têm moeda estrangeira suficiente para fazer face ao cumprimento dos prazos e dos outros critérios previstos nas normas em vigor, como foi, de resto, publicado num comunicado publicado na sexta-feira, no site da instituição.

Continue reading “Bancos comerciais têm liquidez para movimentar contas em divisas, garante Massano”

Parlamento angolano aprova IVA para outubro sem votos a favor da oposição

A Assembleia Nacional angolana aprovou hoje a lei que altera o Código do Imposto sobre o Valor Acrescentado (IVA), que entra em vigor em outubro deste ano, com votos contra e abstenção da oposição.

O documento foi aprovado com 110 votos a favor do Movimento Popular de Libertação de Angola (MPLA), 31 contra da União Nacional para a Independência Total de Angola (UNITA) e 14 abstenções da Convergência Ampla de Salvação de Angola – Coligação Eleitoral (CASA-CE), do partido de Renovação Social (PRS) e da Frente Nacional para a Independência Total de Angola (UNITA).
Continue reading “Parlamento angolano aprova IVA para outubro sem votos a favor da oposição”

“Chumbo da EUROCLEAR descredibiliza Angola nos Mercados Internacionais” [18 de Julho de 2019] – por Moiani Matondo em Maka Angola

A imagem de Angola nas praças financeiras internacionais sofreu mais uma machadada, com a recusa recente da Euroclear em dar procedência à transferência de dois mil milhões de dólares do Fundo Soberano para a conta do Banco Nacional de Angola, por suspeitas de falta de transparência e licitude na operação.

A Euroclear é uma das duas principais câmaras de compensação para valores mobiliários negociados no Euromercado. Uma câmara de compensação é uma instituição financeira que actua como intermediária entre compradores e vendedores de instrumentos financeiros.

Continue reading ““Chumbo da EUROCLEAR descredibiliza Angola nos Mercados Internacionais” [18 de Julho de 2019] – por Moiani Matondo em Maka Angola”