Etiqueta: #economist

Iniciativa do BNA foi o “gatilho provável” para depreciação do kwanza – Economist

A consultora Economist Intelligence Unit considerou que a decisão do Banco Nacional de Angola (BNA) de retirar o limite de 2% à variação do kwanza foi o “gatilho provável” da forte depreciação da moeda em outubro.

“A retirada do limite de 2%, que terá acontecido no princípio de setembro, foi o gatilho provável para a repentina depreciação do kwanza, e não um aumento da procura de importações nas vésperas do natal nem uma falta de dólares devido ao combate às atividades criminosas”, escrevem os peritos da unidade de análise económica da revista britânica The Economist.

Continue reading “Iniciativa do BNA foi o “gatilho provável” para depreciação do kwanza – Economist”

Previsão de Angola sair da recessão em 2020 “é irrealista” – Economist

A consultora Economist Intelligence Unit (EIU) considerou hoje que a previsão de recessão em Angola este ano mostra “as dificuldades que a economia enfrenta”, e que a estimativa de crescimento de 1,8% para 2020 “é irrealista”.

“Esta última modificação mostra as dificuldades que a economia enfrenta, tendo sido fortemente atingida por uma combinação dos preços baixos do petróleo e uma redução nos volumes de produção por causa da maturação dos campos e de questões técnicas”, escrevem os analistas da revista britânica ‘The Economist’.

Continue reading “Previsão de Angola sair da recessão em 2020 “é irrealista” – Economist”

Angola voltará ao crescimento económico apenas em 2021, prevê a Economist Intelligence Unit

Os analistas da Economist Intelligence Unit (EIU) prevêem que a economia de Angola volte a terreno positivo apenas em 2021, antecipando uma taxa de 2,5%, depois de anos consecutivos de contracção económica, caso de 2019, em que o país deverá ver o seu Produto Interno Bruto sofrer uma redução de 2,2%.

O mais recente relatório sobre Angola da EIU refere que depois de a economia de Angola voltar a crescer, os anos de 2022 e 2023 serão bem mais positivos com taxas de crescimento previstas de 4,1% e 5,0%, respectivamente, devido ao aumento gradual dos preços do petróleo e a economia não-petrolífera melhore o seu desempenho.

Continue reading “Angola voltará ao crescimento económico apenas em 2021, prevê a Economist Intelligence Unit”

Angola tem mais dois anos de recessão económica em 2019 e 2020

O crescimento económico que que se deverá registar a partir de 2021, com uma taxa de 2,5%, a que se seguirão 4,1% em 2022 e 5,0% em 2023, será o resultado da evolução positiva do sector não-petrolífero.

Angola deverá registar mais dois anos de recessão, com taxas de -2,2% em 2019 e -1,9% em 2020, segundo as mais recentes previsões da Economist Intelligence Unit (EIU), quinta-feira divulgadas, noticia hoje o portal Macauhub.

Continue reading “Angola tem mais dois anos de recessão económica em 2019 e 2020”

Novo tarifário de energia elétrica em Angola vai aumentar inflação e descontentamento

A consultora Economist Intelligence Unit (EIU) considerou este domingo que as novas tarifas da eletricidade que entram em vigor em Angola na segunda-feira vão fazer subir a inflação e gerar descontentamento, mas sem agitação social.

“O aumento do descontentamento público em resposta ao aumento dos preços é provável, mas não antecipamos grandes perturbações sociais; a inflação abrandou, mas esperamos que o aumento dos preços da eletricidade, o novo Imposto sobre o Valor Acrescentado (IVA) e os novos impostos vão contribuir para taxas mais altas nos próximos 12 meses”, escrevem os analisas da unidade de análise económica da revista britânica The Economist.
Continue reading “Novo tarifário de energia elétrica em Angola vai aumentar inflação e descontentamento”

Luanda deixou de ser das cidades mais caras

A capital angolana, Luanda, jã não é das cidades mais caras do mundo, noticiou a CNN. As cidades mais caras do mundo foram anunciadas – e o primeiro lugar não pertence a uma única cidade, mas a três destinos.

Paris, Singapura e Hong Kong são líderes conjuntos na Pesquisa de Custo de Vida Mundial da “Economist Intelligence Unit 2019”.

Continue reading “Luanda deixou de ser das cidades mais caras”