Etiqueta: #inflacao

Já é mais barato comprar divisas no informal que na banca comercial

Se até há pouco tempo os clientes bancários recorriam ao mercado informal para garantir acesso a moeda estrangeira, já que uma transferência bancária para o exterior demorava vários meses a concretizar, agora fazem-no porque já é mais barato comprar dólares ou euros nas ruas do que banca.

E a “culpa” é das taxas e comissões que os bancos comerciais cobram para a concretização destas transferências, conforme constatou o Expansão com base em recibos de clientes de transferências já realizadas no mês de Julho.

Por exemplo, numa transferência de 1.500 euros realizada a 12 de Julho por um banco de média dimensão, cada euro transferido ficou a 833,5 Kz (inclui taxas e comissões), quando nas ruas de Luanda estava a ser vendido a 815 Kz. Como no mercado formal cada euro valia 762,0 Kz, significa que cada euro no banco custou 9,38% a mais que o valor da taxa de câmbio diária, enquanto nas ruas de Luanda custou 6,95% a mais. Contas feitas, cada euro ficou 18,5 Kz mais barato no mercado informal do que no formal.

Continue reading “Já é mais barato comprar divisas no informal que na banca comercial”

Covid-19: Banco Africano prevê inflação de 25% e recessão de até 5,3% em Angola

O Banco Africano de Desenvolvimento reviu em baixa as perspetivas para a economia de Angola, atencipando agora uma recessão que pode chegar a 5,3% e um aumento de 24,3% nos preços este ano.

“A pandemia de covid-19 e a dramática redução nos preços do petróleo minaram os esforços das reformas, exacerbando a situação macroeconómica que já era frágil, e limitando as perspetivas para uma rápida recuperação económica”, lê-se no suplemento às Perspetivas Económicas Regionais, o relatório anual do BAD sobre as economias africanas.

Continue reading “Covid-19: Banco Africano prevê inflação de 25% e recessão de até 5,3% em Angola”

Preços em Angola registam maior aumento desde setembro de 2018

Os preços em Angola aumentaram 1,52% entre junho e julho de 2019, o valor mais alto desde setembro de 2018, segundo um relatório mensal do Instituto Nacional de Estatística (INE) angolano hoje divulgado.

De acordo com a Folha de Informação Rápida do Índice de Preços no Consumidor Nacional (IPCN), a inflação mensal aumentou face aos 1,08% registados entre maio e junho deste ano, com o valor acumulado a 12 meses a atingir uma taxa de 17,24%.

Continue reading “Preços em Angola registam maior aumento desde setembro de 2018”

Angolanos criticam aumento “prejudicial e preocupante” da eletricidade

A subida do preço da eletricidade em Angola está a revoltar os cidadãos, que se queixam do aumento do custo de vida, sobretudo na cesta básica e serviços essenciais.

Muitos angolanos, entrevistados pela Lusa junto das agências de pagamento da Empresa Nacional de Distribuição de Eletricidade (ENDE) consideram a medida do Governo é “preocupante e prejudicial”.
Continue reading “Angolanos criticam aumento “prejudicial e preocupante” da eletricidade”

Novo tarifário de energia elétrica em Angola vai aumentar inflação e descontentamento

A consultora Economist Intelligence Unit (EIU) considerou este domingo que as novas tarifas da eletricidade que entram em vigor em Angola na segunda-feira vão fazer subir a inflação e gerar descontentamento, mas sem agitação social.

“O aumento do descontentamento público em resposta ao aumento dos preços é provável, mas não antecipamos grandes perturbações sociais; a inflação abrandou, mas esperamos que o aumento dos preços da eletricidade, o novo Imposto sobre o Valor Acrescentado (IVA) e os novos impostos vão contribuir para taxas mais altas nos próximos 12 meses”, escrevem os analisas da unidade de análise económica da revista britânica The Economist.
Continue reading “Novo tarifário de energia elétrica em Angola vai aumentar inflação e descontentamento”

Economia angolana é hiperinflacionária pelo segundo ano consecutivo

Os principais auditores das instituições financeiras bancárias não têm a menor dúvida de que a inflação acumulada em Angola ultrapassou os 100% nos últimos três anos, o que coloca o País na lista das economias hiperinflacionárias pelo segundo ano consecutivo.

Continue reading “Economia angolana é hiperinflacionária pelo segundo ano consecutivo”