Etiqueta: #joaolourenco

Fundo Soberano com novas regras

O Conselho de Administração do Fundo Soberano (FSDEA) está autorizado a contratar terceiros para a gestão dos activos, mas não deverá conceder mais de 30% dos mesmos à guarda de uma única entidade, assim como os contratados devem ser entes que têm sob sua “guarda” pelo menos três mil milhões de dólares

Continue reading “Fundo Soberano com novas regras”

Estado gasta 5,6 milhões USD em 82 viaturas para a Segurança do Presidente

Carros para Unidade de Segurança Presidencial e para Unidade da Guarda Presidencial custam, em média, 23,9 milhões Kz. As aquisições serão feitas por contrato simplificado. Os serviços de apoio e operações da Unidade de Segurança Presidencial e da Unidade da Guarda Presidencial vão receber 82 viaturas novas que vão custar aos cofres do Estado quase 1.957 milhões Kz, equivalente a 5,6 milhões USD.
Continue reading “Estado gasta 5,6 milhões USD em 82 viaturas para a Segurança do Presidente”

“Os Dólares, Massano, Lobistas e Feiticeiros (Parte I)” [12 de Julho de 2019] – por Moiani Matondo em Maka Angola

“A 18 de Junho passado, a presidência da República assinou um contrato, no valor de quatro milhões de dólares anuais, com a firma de lóbi norte-americana Squire Patton Boggs. O contrato, assinado pelo secretário do presidente para os Assuntos Diplomáticos e Cooperação Internacional, Victor Lima, define três objectivos. A saber: assegurar que o sistema financeiro angolano cumpre os padrões internacionais e, com efeito, que os bancos correspondentes possam retomar as transacções em dólares com a banca angolana; aumentar as trocas comerciais e o investimento norte-americano; e melhorar a imagem de Angola nos Estados Unidos da América.

Continue reading ““Os Dólares, Massano, Lobistas e Feiticeiros (Parte I)” [12 de Julho de 2019] – por Moiani Matondo em Maka Angola”

“Africa: can João Lourenço cure Angola of its crony capitalism?” by David Pilling in Financial Times

The president’s pledge to wash away corruption in the oil-rich state is facing scrutiny

Not far from the flashy skyscrapers of downtown Luanda, the capital of one of Africa’s supposedly richest countries, is a public morgue. Celestino Chivava, who worked in the Angolan oil industry until he lost his job after the price collapse of 2014, describes how families wash the bodies of their loved ones on a slab outside.

“They put perfume in the mouth to stop the corpse smelling,” he says of the capital’s do-it-yourself funeral services. “Sometimes, when the electricity goes off, the bodies get stuck together and the families have to pull them apart.”
Continue reading ““Africa: can João Lourenço cure Angola of its crony capitalism?” by David Pilling in Financial Times”

Juristas questionam legalidade de recurso ao Fundo Soberano pelo Presidente angolano

Alguns juristas questionam a legalidade da decisão do Presidente João Lourenço em recorrer ao Fundo Soberano de Angola para financiar o plano dos municípios. O plano integrado de intervenção nos municípios, orçado em mais de dois mil milhões de dólares norte-americanos, com recurso aos meios financeiros devolvidos ao Fundo Soberano de Angola, foi lançado oficialmente em Luanda, na última semana.

Continue reading “Juristas questionam legalidade de recurso ao Fundo Soberano pelo Presidente angolano”

“Os Fantasmas Escondidos no comunicado do FMI” [19 de Junho de 2019] – por Rui Verde em Maka Angola

“Coincidindo com as vésperas do Congresso do MPLA, foi emitido, a 12 de Junho de 2019, um comunicado pelo Fundo Monetário Internacional (FMI) acerca da Primeira Avaliação do Acordo Alargado com Angola.

Esse comunicado tem vários aspectos interessantes que mereceriam comentários, mas vamos concentrar-nos em apenas dois temas aí abordados.

O primeiro tema está razoavelmente escondido na frase “The authorities are committed to gradually eliminating subsidies” (“As autoridades estão empenhadas em eliminar gradualmente os subsídios”). Como bem explica um diário angolano, com esta frase o FMI insiste “no fim dos subsídios estatais aos combustíveis, energia e água”.

Continue reading ““Os Fantasmas Escondidos no comunicado do FMI” [19 de Junho de 2019] – por Rui Verde em Maka Angola”