Privatização de empresas estatais em Angola será feita com “transparência e rigor”

O processo de privatização de cerca de 50 empresas que o governo de Angola pretende efectuar este ano será feito com “transparência e rigor”, garantiu o Instituto de Gestão de Activos e Participações do Estado (IGAPE).

O Ministério das Finanças informou em comunicado ter aquela garantia sido dada pelo administrador do IGAPE Gilberto Luther, no decurso de um fórum realizado em Luanda para apresentar as vantagens do investimento em sete unidades industriais da Zona Económica Especial Luanda-Bengo, um processo anunciado no final de Fevereiro.

Gilberto Luther informou os participantes no fórum que na apreciação das propostas referentes às sete unidades industriais será prestada “a atenção devida” aos investidores que decidam manter os trabalhadores.

A Zona Económica Especial, criada em Outubro de 2009 com o objectivo de estimular o crescimento do sector produtivo, está dotada de infra-estruturas funcionais que permitem reduzir custos operacionais, como o abastecimento de água e energia eléctrica.

O governo de Angola prevê privatizar cerca de 50 empresas em 2019, em processos faseados, para estimular a actividade económica do sector privado mediante a redução da presença do Estado no sector empresarial, de acordo com o presidente do Conselho de Administração do IGAPE, Valter Barros, também citado na nota.

Publicação da autoria de Fonte Externa:
Macauhub
01/04/2019

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.