Moeda angolana renova mínimos face ao euro e ao dólar norte-americano

A moeda angolana fechou hoje o primeiro dia do mês a renovar mínimos históricos face à europeia (391,564) e à norte-americana (345,569 kwanzas/dólar), segundo dados do Banco Nacional de Angola (BNA).

Num dia que começou estável face à sexta-feira passada, com 389,312 kwanzas/euro e 341,982 kwanzas/dólar, este último o mesmo câmbio desde 19 de junho, a moeda angolana voltou a bater minímos, tendo, em relação à europeia, ultrapassado a fasquia dos 390 kwanzas/euro.

Há uma semana, e em relação ao euro, o kwanza atingiu o valor mais baixo de sempre, situando-se nos 389,517 kwanzas/euro, tendo, depois, recuperado ligeiramente na sexta-feira, sem, porém, nunca baixar dos 389 kwanzas/euro.

Face à moeda norte-americana, a angolana sofreu hoje uma forte queda, ao perder cerca de 3,5 kwanzas para o dólar.

Desde 09 de janeiro de 2018, quando as autoridades de Luanda puseram termo à taxa de câmbio fixa e começaram a vender aos bancos comerciais as divisas em leilão, o kwanza já se depreciou 52,651% face ao euro e 51,986% em relação ao dólar.

Em janeiro de 2018, um euro equivalia a 185,4 kwanzas, enquanto um dólar se transacionava a 165,92 kwanzas.

Em janeiro, mas deste ano, um euro equivalia a 352,828 kwanzas, enquanto o dólar era transacionado a 310,158 kwanzas.

Hoje, no mercado paralelo, o euro continua a transacionar-se entre os 500 e 520 kwanzas, o mesmo acontecendo ao dólar, trocado entre os 430 e 440.

Publicação da autoria de Fonte Externa:
Lusa
01/07/2019

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.