Etiqueta: #imf

FMI exorta Governo angolano a eliminar subsídios aos combustíveis, água e eletricidade

O representante do Fundo Monetário Internacional (FMI) em Angola defendeu hoje a “eliminação dos subsídios” aos combustíveis, água e eletricidade no país, porque “beneficiam os mais ricos”, e a implementação de “programas de apoio às pessoas mais vulneráveis”.

“A nossa posição nesse sentido é clara, os subsídios aos combustíveis, à água e à eletricidade são ineficientes e (…) beneficiam, principalmente, as pessoas mais ricas, porque são as que mais consomem e mais se apropriam dos subsídios”, afirmou Max Alier, em declarações aos jornalistas, em Luanda.

Continue reading “FMI exorta Governo angolano a eliminar subsídios aos combustíveis, água e eletricidade”

FMI quer fim do sigilo bancário, sanções sociais aos devedores ao Fisco e novos impostos

Depois de “forçar” o corte na despesa e nos investimentos públicos, o Fundo Monetário Internacional aperta agora pela via dos impostos com medidas que podem render 104,5 mil milhões Kz em receitas fiscais. Especialistas alertam para riscos de uma queda abrupta no consumo e aumento do desemprego.

Continue reading “FMI quer fim do sigilo bancário, sanções sociais aos devedores ao Fisco e novos impostos”

Apesar do FMI, atrasados externos aumentaram

O stock de atrasados externos de Angola aumentou 8% para 4 mil milhões USD desde as negociações para o programa de financiamento do Fundo Monetário Internacional (FMI) ao País no final de 2018, depois de o Executivo ter detectado atrasados externos adicionais, mas também porque bancos correspondentes estrangeiros rejeitaram pagamentos devido à inadequação das normas internacionais sobre combate ao branqueamento de capitais e financiamento ao terrorismo.

Continue reading “Apesar do FMI, atrasados externos aumentaram”

“Os Fantasmas Escondidos no comunicado do FMI” [19 de Junho de 2019] – por Rui Verde em Maka Angola

“Coincidindo com as vésperas do Congresso do MPLA, foi emitido, a 12 de Junho de 2019, um comunicado pelo Fundo Monetário Internacional (FMI) acerca da Primeira Avaliação do Acordo Alargado com Angola.

Esse comunicado tem vários aspectos interessantes que mereceriam comentários, mas vamos concentrar-nos em apenas dois temas aí abordados.

O primeiro tema está razoavelmente escondido na frase “The authorities are committed to gradually eliminating subsidies” (“As autoridades estão empenhadas em eliminar gradualmente os subsídios”). Como bem explica um diário angolano, com esta frase o FMI insiste “no fim dos subsídios estatais aos combustíveis, energia e água”.

Continue reading ““Os Fantasmas Escondidos no comunicado do FMI” [19 de Junho de 2019] – por Rui Verde em Maka Angola”

FMI entrega $248 milhões a Angola e anuncia fim gradual de todos os subsídios

O Fundo Monetário Internacional, FMI, aprovou a entrega de mais 248 milhões de dólares a Angola ao abrigo do seu programa de apoio de 3.700 milhões e avisou que o governo faz face a “desafios” no seu programa de reformas devido a factores externos como a instabilidade dos preços de petróleo. Num comunicado o presidente interino do Conselho Executivo da organização, David Lipton, revelou por outro lado que as autoridades angolanas estão a preparar um plano de restruturação do maior banco estatal do país, o BCP e que o governo tenciona acabar com todos os subsídios.

Continue reading “FMI entrega $248 milhões a Angola e anuncia fim gradual de todos os subsídios”

BAD deverá emprestar mais a Angola se o país cumprir requisitos do FMI – Moody’s

A agência de notação financeira Moody’s considerou hoje que o Banco Africano de Desenvolvimento (BAD) deverá aumentar o envolvimento com Angola se o país conseguir cumprir os requisitos do programa de assistência financeira do FMI.

Continue reading “BAD deverá emprestar mais a Angola se o país cumprir requisitos do FMI – Moody’s”