Categoria: Economia

Banco Fomento Angola lidera negociações na Bolsa no terceiro trimestre de 2019

O Banco Fomento Angola (BFA) liderou as negociações nos mercados da Bolsa de Dívida e Valores de Angola (BODIVA), no terceiro trimestre de 2019, com 212,17 mil milhões de kwanzas (412,6 milhões de euros) e uma quota de mercado de 49,24%.

Na segunda posição, entre os agentes de intermediação da Bolsa angolana, surge o Banco Angolano de Investimentos (BAI) que no período negociou 66,02 mil milhões de kwanzas (120,6 milhões de euros) com a sua quota de mercado a cifrar-se nos 15,32%, seguido pelo Banco Millenium Atlântico (BMA) com um montante de 64,70 mil milhões (125,8 milhões de euros).

Continue reading “Banco Fomento Angola lidera negociações na Bolsa no terceiro trimestre de 2019”

Representante do FMI em Angola desvaloriza disparidade nas projeções de crescimento do país

O representante do Fundo Monetário Internacional (FMI) em Angola desvalorizou hoje em Luanda a diferença nas perspetivas de crescimento do país para 2020, de 1,2% para a organização financeira internacional e de 1,8% do Governo angolano.

Marcos Soutto, que foi hoje apresentador do tema “Navegação pela Incerteza”, no ato de divulgação do Relatório do FMI sobre as suas Perspetivas Económicas Regionais da África Subsaariana, considerou normal a disparidade numérica percentual.

Continue reading “Representante do FMI em Angola desvaloriza disparidade nas projeções de crescimento do país”

Desvalorização do kwanza em Angola propicia inflação e recessão maiores em 2020 – Fitch

A consultora Fitch Solutions disse hoje que a forte depreciação do kwanza em outubro abre caminho a uma inflação mais elevada e uma redução ainda maior na previsão de crescimento económica para este e o próximo ano.

“A depreciação do kwanza coloca um risco para a inflação, que pode pesar mais do que o anteriormente previsto no crescimento real para 2020”, escrevem os analistas desta consultora detida pelo mesmo grupo que tem também a agência de ‘rating’ Fitch.

Continue reading “Desvalorização do kwanza em Angola propicia inflação e recessão maiores em 2020 – Fitch”

BFA diz que 500 kwanzas por dólar é a taxa de equilíbrio adequada

O gabinete de estudos do Banco Fomento Angola (BFA) considerou hoje que a taxa de equilíbrio adequada entre as moedas norte-americana e angolana aponta para 500 kwanzas por dólar, no seguimento da forte desvalorização do kwanza.

“Acreditamos que o câmbio de equilíbrio face ao dólar para o presente momento estará numa banda próxima aos valores atualmente negociados entre os 490 e 510 kwanzas por dólar, o que será consistente com a satisfação das necessidades cambiais de Angola, correspondendo a um equilíbrio e possível superávite da balança de pagamentos angolana, refletindo-se numa estabilização e possível crescimento do nível de Reservas Internacionais Líquidas”, lê-se numa nota sobre a evolução da moeda angolana. Continue reading “BFA diz que 500 kwanzas por dólar é a taxa de equilíbrio adequada”

Iniciativa do BNA foi o “gatilho provável” para depreciação do kwanza – Economist

A consultora Economist Intelligence Unit considerou que a decisão do Banco Nacional de Angola (BNA) de retirar o limite de 2% à variação do kwanza foi o “gatilho provável” da forte depreciação da moeda em outubro.

“A retirada do limite de 2%, que terá acontecido no princípio de setembro, foi o gatilho provável para a repentina depreciação do kwanza, e não um aumento da procura de importações nas vésperas do natal nem uma falta de dólares devido ao combate às atividades criminosas”, escrevem os peritos da unidade de análise económica da revista britânica The Economist.

Continue reading “Iniciativa do BNA foi o “gatilho provável” para depreciação do kwanza – Economist”

Mais de metade do Orçamento 2020 de Angola é para pagar dívida pública – Governo

Mais de metade do Orçamento Geral do Estado (OGE) 2020 de Angola, no valor de cerca de 15 biliões de kwanzas (mais de 27 mil milhões de euros), é para pagar a dívida pública, com um peso de 90% do PIB.

A informação foi hoje avançada pelo ministro de Estado para a Economia, Manuel Nunes Júnior, no final da cerimónia de entrega da proposta de OGE para 2020 na Assembleia Nacional.

Segundo Manuel Nunes Júnior, o Governo vai dar ao OGE 2020 prioridade para a consolidação fiscal, com particular realce para o controlo da dívida pública e ao relançamento da atividade económica em Angola, com o objetivo de sair “do campo negativo de crescimento” e a retoma da economia.

Continue reading “Mais de metade do Orçamento 2020 de Angola é para pagar dívida pública – Governo”